quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Interlúdio 14

- Unha encravada, Neneco? Limpa essa baba que já está escorrendo pelo queixo.
- A garota tava pelada, Cabelo! Você é feito de gelo?
- Deixa disso, Nen, menininha assim é chave de cadeia. E essa Carminha é sonsa. Os móveis da casa vivem empoeirados.
- Êeee, lá em casa... Eu acho isso peremptório, esse Austregésilo ter tudo, essa mansão, dinheiro, iates, mulheres... E outros com tão pouco!
- Peremptório, Neneco?
- É, peremptório, o mesmo que injusto.
- Calaboca! Peremptório é quando a gente troca uma coisa pela outra. Sinopse de injusto é prolixo.

4 comentários:

Muta disse...

bah, esse cabelo!!!

tsc, tsc, tsc...

Raquel disse...

ah, muta... isso é puro proselitismo seu, isso sim!

Muta disse...

hey, hey, hey, eu to só falando que ele é um nefelebata sem vergonha, não tenho nada a ver com isso não...

pode parar q não sou chegado nessas coisas peristálticas que ele gosta.

césar |. miguel disse...

Nefelibata.